Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CincoLusosOceanos



Quarta-feira, 24.04.13

SWAP'S NÃO! PELA NOSSA SAUDE!

A questão podia ser outra, mas...  Swaps!?...

 

Swaps é um instrumento derivativo destinado a estabilizar cash flows decorrentes de responsabilidades financeiras contraídas para financiar a empresa.

Teoricamente usado para minimizar o risco, a menos que as clausulas de salvaguarda da entidade que financeira sejam draconianas.

 

Pois!...

 

http://www.publico.pt/economia/noticia/contratos-de-alto-risco-em-quatro-empresas-publicas-levaram-taxa-de-juro-para-20-1592205

 

Swaps e outras trapalhadas, afinal sempre pelas mesmas razões: Desregulação, Usura e Ganancia, e Falta de Sentido de Serviço Publico!

 

Certo que o novelo ainda está por desfiar, mas quando os custos dos financiamentos ficam dependentes de factores tão pouco curiais como a cotação do preço do petróleo, e temos na jogada os bancos da maximização dos lucros a todo o preço, custe o que custar, e gestores a querer brilhar fazendo obra custe o que custar, está feito o desastre!

 

Segundo o constitucionalista Bacelar de Vasconcelos “ é necessário apurar a actuação da banca e dos responsáveis políticos que nomearam e autorizaram gestores a contratualizar instrumentos especulativos” podendo haver neste caso ainda uma “violação do Estatuto dos Gestores Públicos, por não salvaguarda “dos riscos inerentes à salvaguarda da empresa”.

 

Pois, banca e instrumentos especulativos… e falta de sentido de serviço público, outra vez!

Mas afinal como estamos aqui?

 

Quando do Crash de 2008 nos USA prometeram acabar com os produtos financeiros “opacos e sofisticados”, Subprime’s, CDS, Banquesurance, Overnight´s, Swaps, Short Selling’s, Hedge Funds, Buy In’s, etc. Off-Shores, Rating Agence, e Bubbles and Super Bubbles.
Sendo mesmo elaborado o Relatório Podimata (Paraísos Fiscais e Corrupção ao mais alto nível) em 2011!

Tudo porque a desregulação dos mercados financeiros iniciada com a eleição de Reagan em1983, mas vinda já assente em algumas medidas tomadas desde a Administração Carter após o abandono da conversão do dólar em ouro feita por Nixon, e os yuppies de Wall Street inspirados pelos Chicago Boys puseram tudo a andar em roda livre.
A introdução de algoritmos matemáticos e programas automáticos de licitação e decisão em tempo real, Criados Para Maximizar O Lucro Custe O Que Custar, muitas vezes baseados quase que exclusivamente na Teoria Matemática dos Jogos. conjugada com a possibilidade de licitação Overnight em continuo a nível global, só veio piorar tudo, fazendo repetir com enorme frequência a ocorrência de Cisnes Negros Financeiros um pouco por todo o lado.

Até porque todos se podem detestar, e estar todos em litígio com todos, mas logo que se põe a questão de como ganhar mais dinheiro e maximizar os proveitos, no meio de tudo sobressai logo uma bissetriz comum.
Bissetriz essa que informalmente tarde ou cedo será implantada por alguém, e lá se vai a Responsabilidade Corporativa e a Ética e os Valores!
Até porque se Um o não fizer, Outros o irão fazer, e lhes passam para a frente nos lucros, nos rácios e nos proveitos materiais e imateriais, e isso é demais para ser consentido para eles!
É este Movimento Inorgânico Comandado Por Uma Logica Fuzzy de Grupo de Interesses, que arrasta tudo para um Movimento Concertado, tarde ou cedo, Auto Comandado pela Maximização do Lucro a Qualquer Preço, movimento esse que não devia ser consertado, mas informalmente Por Causa da Ganancia acaba por o ser!

Obama tenta desde que foi eleito ser ouvido, e repor alguma Regulação dos Mercados, Krugman e Stiglitz também!
Até George Soros, ele próprio um especulador financeiro, e Warren Buffet o terceiro investidor mundial, estão há muito a pedir uma repartição mais justa dos impostos e um travão na especulação.
Até porque não convém matar a galinha dos ovos de oiro!

O resultado do não controlo efectivo dos mercados resultam em medidas de Pirro, e os “Produtos Financeiros “ estão ainda ficam cada vez mais opacos, e têm tanta “Sofisticação Estrutural” que se transformaram ainda mais em “Esquemas Piramidais em Roda Livre”.
A especulação deslocou-se então para o “Jogo dos Ratings das Dividas Soberanas”.
Tudo isto irá estoirar irremediavelmente na próxima crise, causada por uma bolha qualquer!

E por cá?!
Por cá prometeu-se Renegociar as PPP, e Moralizar as Finanças Publicas, Repartir os Sacrifícios, Emagrecer o Estado, Minorar o Compadrio, a Corrupção e o Videirismo!
Minorar só, diga-se de passagem, não acabar!
Mas nada fez efectivamente.
>> Só JOTINHAS seguidistas partidários, dos tristemente celebres CNJ de 83/89, de um lado e do outro, e o Maior Farisaísmo Hipócrita no mais Alto Nível do Estado!
Não se têm nenhuma noção de geoestratégia, por muito elementar que seja, e não se sabe coisas elementares, como por exemplo, o simples saber da Geografia Económica e da História Economica, dos últimos 500 anos!
Será que não aprenderam nada, nos cursos Que Dizem que tiraram, ou mesmo na pouca vida que têm?

Os resultados, nem lá nem cá estão a resultar em algo parecido com uma moralização do sistema!

Ao entregar a condução dos destinos das Nações aos “Políticos de Pacotilha” e aos mesmos Financeiros e Consultores que causaram a crise, por mor de uma quimérica e suposta pureza e eficácia tecnocrática, manteve-se a mesma forma de actuar, agora sob a forma de impostos draconianos para salvar as Dívidas Soberanas, secando a classe média e mesmo a média alta de toda a liquidez, proletarizando-a, e remetendo a classe baixa menos qualificada, para a mais abjecta miséria!

Não se faz objectivamente mais, do que perpétuar o “Capitalismo de Casino” por mor dos Mercados, porque “Os responsáveis políticos comportam-se demasiadas vezes como marionetas que se preocupam, sobretudo, em não incomodar o festim dos banqueiros” (Serge Halimi Le Monde Diplomatique, Maio/2011, 1).
Tanto mais porque, tal com dizia David Millard, “longe de serão naturais os mercados são políticos”.
Está assim estabelecido em definitivo o “Fascismo de Mercado” tal como previsto em 1980 por Bertram Gross e Paull Samuelson.

Julgo que fica claro que:
1-Não É por Incompetência.
2- Não É por Inabilidade
3- Não É por Não se Darem ao Trabalho de Olhar para os Números que Eles Próprios Publicam
4-Não É por Não Terem Opinião Própria
5- Não É Sequer por Pura Burrice.
É:
A- Metodicamente Planeado
B- Metodicamente Propagandeado
C- Metodicamente Generalizado
D- Metodicamente Executado
E- Metodicamente Global

Donde se conclui que:
TRATA-SE DE UMA URDIDURA GLOBAL, DA USURA E DA GANANCIA, DO FINANCISMO INTERNACIONAL!
O que denota a falta de ética das concepções do Financismo Internacional e dos seus apoiantes Neoliberais, a quem toda a austeridade não atinge, e que passam impassíveis, ativos e soberbos perante o desespero dos outros!
Até que este Financismo Internacional, que na realidade do dia-a-dia dos últimos cinco anos se tem provado ser um Fascismo de Mercado puro e duro, tenha que ser travado!

Tal como o outro Fascismo da década de 40 por uma nova convulsão mundial, também não pacifica, que obrigue pelo horror da sua devastação, a tomar medidas drásticas e reais, como as que foram tomadas com o New Deal e o Keynesianismo!

A regulação não pode esperar mais!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cincolusosoceanos às 08:25



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930